Nayara Beia

Teacher, ariana, apaixonada por geografia, por do sol, viagens, livros, boa música, musculação e cheia de vontade de viver!!

domingo, 21 de agosto de 2011

Fica muito fácil acreditar nas pessoas que falam o que você quer ouvir,

Intrigante como só procuro esse blog quando estou com excesso de sentimentos... amor, raiva, tristeza, indignação ou até felicidade...

Mas hoje não consigo definir qual esta me afligindo, me perturbando e me deixando assim, talvez seja uma mistura de todos eles, uma mistura maléfica que na dose errada me deteriora aos poucos..
Fica muito fácil acreditar nas pessoas que falam o que você quer ouvir, as vezes aquilo nem é o que elas realmente acreditam, mas usam as palavras certas para te seduzir e tirar seu sofrimento... 
A real é que, comigo, sempre foi assim, sempre andei tropeçando com pessoas que me falavam coisas bonitas, frases prontas, que mentiam pra me fazer feliz... E eu era feliz....uma felicidade momentânea...que depois de um tempo ia se tornando enjoativa e bajuladora e essa felicidade se transformava.
Nesses tropeço da vida conheci alguém que conseguiu me derrubar, e vendo isso ao invés de pedir desculpas, ou pegar na minha mão e me levantar, olhou nos meus olhos e disse pra  olhar por onde eu andava. Achei aquilo o máximo, afinal foi um comportamento totalmente diferente de tudo que eu já havia visto e vivido... me aproximei, e quanto eu mais conhecia, mais me intrigava era algo excitante, alguém que não usa frases feitas, que não tenta me agradar quando isso lhe causará certo desagrado, que não fala só o que eu gostaria de ouvir. Passei a viver um sentimento diferente, e hoje a verdade pode causar dor, mas a cada dia me fortalece...














sábado, 13 de agosto de 2011

Yesterday

Ontem estava tudo certo, não havia problemas nem duvidas quanto as escolhas futuras.
Mas hoje os problemas surgiram, e ontem parece tão distante...
Essa distancia entre o hoje e o ontem é a minha meta de superação..


domingo, 7 de agosto de 2011

A solidão as vezes é um abrigo...

Há tempos que eu não tinha um domingo assim...
Com tempo pra pensar na vida, pra tomar decisões, pra curtir minha solidão, enfim, ter um dia exclusivamente pra mim.
Tive muitas decepções essa semana, talvez as maiores até hoje, mas quem disse que não aprendemos também com elas? Existem dois tipos de pessoas: as que depois de uma frustração fazem tudo para as coisas voltarem a serem como antes (puro equivoco, mal sabem elas que nada volta a ser como antes, por isso temos que viver cada minuto como único), inclusive essas, acabam passando por cima de seu orgulho e amor próprio, e eu... que sou o outro tipo de pessoa, ou pelo menos me tornei assim, superando o que ocorreu, e deixando o orgulho gritar mais alto que qualquer outro som...
Estou aprendendo dia a dia que nem todas as pessoas são boas, e muito menos compreensíveis, e seria hipocrisia minha desejar que todas fossem de tal maneira. cada um tem seu jeito, seu modo de percepção da vida e diferentes atitudes mediante a um mesmo acontecimento.
Dói muito tudo isso, uma dor que nem ao menos encontrei as palavras certas para descreve la, mas parece que isso me deixa mais resistente, a dor me deixa a cada dia mais forte.
Tudo mudou. O mundo mudou. Acho que não acompanhei como deveria tais mudanças, e hoje só me resta adaptar-me a elas.
Um arco-íris pode ser visto de varias maneiras...
Uma criança o observa com olhar ingénuo e com a crença de que no final possa ter um pote de ouro..
Mas há quem olhe e veja apenas algumas cores, sem significado algum...apenas um simples arco-íris depois de uma chuva.
E a vida é assim, é exatamente o que você vê nela, mediante a um fato, você pode enxergar a solução ou o problema. Pode enfeitar a vida com potes de ouro ou simplesmente vive-la normalmente, sem tanto encanto.
E o meu erro consideravelmente tem sido esse... enxergar sempre o pote de ouro.
Escrever é sempre algo tão solitário, eu e minhas palavras... Pode ser que alguem se identifique.. ou não...

Mas engraçado como algo tão solitário, pode me fazer tão bem em dias assim..