Nayara Beia

Teacher, ariana, apaixonada por geografia, por do sol, viagens, livros, boa música, musculação e cheia de vontade de viver!!

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Uma hora ou outra o destino se ajeita, as coisas se acertam, o passado é esquecido, as dores cicatrizam. Quem tem que ficar fica, o que é verdadeiro permanece, e o que não é se some. Não tenho pressa, não desejo muito. Aprendi a ignorar o que me faz mal. Aprendi, sobretudo, a ter fé. Fé de que, por mais difícil que seja, o universo sempre irá conspirar ao meu favor!
Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir. Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.
Eu amo palavras, mas sou completamente apaixonada por atitudes.

Ninguém nunca me viu tão nua e transparente como você, ninguém nunca soube do meu medo de nadar em lugares muito profundos, de amar demais, de se perder um pouco de tanto amar, de não ser boa o suficiente. Só ele viu meu corpo de verdade, minha alma de verdade, meu prazer de verdade, meu choro baixinho embaixo da coberta com medo de não ser bonita e inteligente.


Eu posso parecer muito tola só porque eu tenho mais livros do que roupa, coleciono frustrações e amores perdidos ao invés de sapatos e perfumes de grifes. Mas me sinto feliz por saber que sou inteira, que sou mulher de carne, osso e estômago. Nada em mim é postiço, nem as unhas.



É fácil amar o outro na mesa de bar, quando o papo é leve, o riso é farto, e o chopp é gelado. É fácil amar o outro nas férias de verão, no churrasco de domingo, nas festas agendadas no calendário, quando se vê de vez em quando. Difícil é amar quando o outro desaba, quando não acredita em mais nada e entende tudo errado, e paralisa, e perde o charme, o prazo, a identidade, a coerência, o rebolado! Nessas horas é que se vê o verdadeiro amor.. Aquele que é companheiro, que quer o bem acima de qualquer coisa, e é esse o amor que dura para sempre.!