É fácil amar o outro na mesa de bar, quando o papo é leve, o riso é farto, e o chopp é gelado. É fácil amar o outro nas férias de verão, no churrasco de domingo, nas festas agendadas no calendário, quando se vê de vez em quando. Difícil é amar quando o outro desaba, quando não acredita em mais nada e entende tudo errado, e paralisa, e perde o charme, o prazo, a identidade, a coerência, o rebolado! Nessas horas é que se vê o verdadeiro amor.. Aquele que é companheiro, que quer o bem acima de qualquer coisa, e é esse o amor que dura para sempre.!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O pedido de casamento dos meus sonhos...

Um paraíso chamado CHAPADA DOS VEADEIROS... Onde ficar?

"Se eu pudesse te dizer, aquilo que nunca te direi.Tu poderias entender, aquilo que nem eu sei". Sigmund Freud (caso Dora)